Wednesday, November 30, 2011

Um sonho desconfortável:  Na cozinha, F fazia Steak Tartare e me desmascarava. Me acusava das piores mentiras, dos piores crimes. E ainda contava com o testemunho de C, que contou um episódio horripilante da minha inconsequência. Até mesmo o F, de longe, teve um dedo no constrangedor confronto. E eu sem negar, eu todo ouvidos, calmo, tranquilo, vencido. As pessoas ao meu redor haviam se comunicado, comparado notas, trocado pedaços de informações. E eu fui declarado mentiroso, sorrateiro, escorregadio. As pessoas tem uma relação quase religiosa com a verdade, esse bezerro de ouro. Já eu minto. Quando a realidade é insuportável. Mas ninguém precisa se sentir traido, eu minto sobretudo pro espelho. E detesto Steak Tartare.
Post a Comment