Sunday, February 20, 2011

*     *     *

Quanto tempo vai ter que passar até aliviar essa dor insuportável?

*     *     *

Esse mundo é cheio de espantos horrorosos.

*     *     *

Desde o esperma caudaloso dos nossos avós, esse gosto não nos abandona. Nós viajamos o universo à procura de dores, medos, espantos e horrores.
Meus irmãos, meus amados e doloridos mercadores de lágrimas, o chamado e o chumbo que nos acorrentam à essa caravela são os mesmos que libertam os nossos animais de espanto, esses répteis mitológicos que nos forçaram esse exilio de eterna viagem, viagem que não tem fim, que recomeça inevitavelmente todo dia e que nos entrega sempre, mais cansados e doloridos e assustados ao mesmo porto/cais.
Post a Comment