Thursday, November 19, 2009

Eu já fiz uma porrada de terapia na vida, e acho a idéia reconfortante, pra dizer o mínimo. Mas eu nunca gostei de nenhum dos meus terapeutas, assim de admirar, respeitar e tal. E a terapia errada na hora errada com a pessoa errada pode ter resultados catastróficos. Eu até mesmo tive uma terapeuta burra e irresponsável que queria me curar a homossexualidade, e essa senhora eu acho que devia ser presa. E nem vou falar no mercantilismo feroz de alguns profissionais do ramo. Mas tem sempre uma boa criatura pra redimir os outros, e essa foi a N, que sabia ouvir de verdade, que procurava entender, que dava os toques necessários sem ameaçar o equilibrio da relação entre o terapeuta e o paciente e foi quem me receitou maconha, que foi um dos melhores instrumentos pra eu me ver melhor e diminuir a ansiedade.
PS. E eu já ia me esquecendo de mencionar uma psicóloga muito estranha lá de Niterói, que me mandou prum centro espírita. O pior é que eu fui, e de alguma maneira funcionou.
Post a Comment