Sunday, May 04, 2014

   "Mas como tarda, como demora esse domingo, idêntico a todos os domingos, a romper suas amarras, esgotar-se, transformar-se em passado! Quem me salvará das horas brancas e sem consolo que ainda me restam?" (Lúcio Cardoso)
Post a Comment