Wednesday, December 18, 2013

    Depois do trabalho, eu voltarei para um ninho vazio. A Duquesa de Deptford e Josephinne já terão saído pro aeroporto com suas Louis Vuitton, desenhadas especialmente nos anos 70 e agora em estado lastimável("shabby chic é muito chic", a Duquesa  me disse) em direção à Nova Zelândia. Elas chegarão ao aeroporto 4 horas antes do vôo, segundo elas, para melhor aproveitar o champanhe e os canapés do VIP lounge. Prevejo um vôo tumultuado e turbulento. E ainda me humilharam dizendo nunca terem virado à direita(em direção à classe turística) ao entrar em qualquer avião.
    Vou ficar solitário e saudoso, essas criaturas me enchem a vida de alegrias. Mas vou poder deixar a louça acumular em pilhas gigantescas sobre a pia da cozinha, ouvir jazz na altura máxima, dar piruetas de cueca pela sala. Cancelei o natal, vou comprar livros pra ler, guloseimas variadas e me trancar em casa até o ano-novo, esperando por dias melhores. Isso tudo, claro, se sobreviver até a sexta-feira.
    É que amanhã acontece a última festinha aqui do trabalho, a mais espetacular, bombástica e hilariante entre todas. Nem gosto de pensar no que será de mim.
    2013 é o ano que parece nunca acabar.

PS. Alguém precisa urgentemente me esclarecer tudo sobre o uso da crase.
Post a Comment