Sunday, April 07, 2013

   Alguma coisa se quebra. E as coisas todas mudam de lugar, a paisagem se altera. Dá pra olhar pra frente sem tanta nebulosidade. E ver que eu não tenho nada pra perder, nunca tive. E alguns medos voltam pro seu tamanho real. Quinze anos por aqui... Uma eternidade. E vou voltar. Voltar como cheguei, destino vago, cheio de dúvidas, inseguranças, montanha russa. Não importa onde eu vá, eu estou sempre na beira de um penhasco, contendo a respiração antes de me jogar. Apenas pra cair na beira de outro precipício. Até aprender a voar.
Post a Comment