Friday, July 27, 2012

   A volta de Macondo foi um horror, 7 longas horas de insônia, com gente bêbada e barulhenta aos gritos a noite inteira, o ônibus aos pulos, o ar condicionado na temperatura errada. A Rodoviária Novo Rio, que antes parecia tão romântica, tomou ares de horror, andar pela Leopoldina foi uma sinfonia ensurdecedora. Em casa os gatos me esperavam cheios de carinho e conforto, mas as britadeiras do Rio em transe não me deixam dormir. Eu tô exausto, de mau humor, cansado, com dores no estômago. Venta lá fora, faz calor aqui dentro.
   Em Macondo revi poucos e velhos amigos, comi mandioca frita, feijão, bife acebolado, picanha fatiada, corações de galinha. Bebi demais, falei bobagens. Não morri de tédio ou ódio. Foi bom. Agora fico aqui, britadeiras na cabeça, gatos no colo, ansioso e irritável. Não há de ser nada, vai passar. As pessoas me tratam bem, me enchem de mimos, são pacientes comigo. Eu devia estar feliz.
Post a Comment