Tuesday, January 24, 2012

   Blábláblá, minha gente, blábláblá. Enrolando no trabalho esperando a hora de ir embora chegar. O que  parece nunca vai acontecer. Os dias andam assim. Ontem rolou um trampo daqueles pra lá de muito especiais e não posso contar mas adorei. No mais, não sei o que fazer da vida, se fico, se vou, se volto. Confusão.
   Fim-de-semana fui ver o flat reformado quase pronto. Lindo, lindo, chiquérrimo, luxuoso. Eu não quero viver assim. Além do que, o aluguel, provavelmente, vai me custar uma fortuna, que eu, claro, nem sonho possuir. Pensando seriamente em abandonar o barco, partir pra outra, me libertar. E as pessoas me irritam. Talvez seja mesmo a hora. Eu sou dragão, baby, meu ano chegou, tempo de cuspir labaredas enormes de fogo, tempo de fogos de artifício.
   E ninguém me chama pra beber.
Post a Comment