Friday, December 09, 2011

   Ontem fui visitar Mr.K. Prum "vinhozinho", como ele gosta de dizer. Prum vinho amargo, digo eu.
   Mr.K se entitula um amigo antigo e dos bons, mas eu sempre desconfiei que essa amizade era muito mais conveniente pra ele, rola um certo clima de exploração pro meu lado, sempre rolou, porque tem uns trabalhos no meio, além de tudo. E as saudades sempre baixam quando ele tem alguma emergência pra eu cobrir, but never mind.
   O que realmente me deixa passado e um tanto irritado é que Mr.K não me deixa falar. Nunca, jamais em tempo algum. Sou sempre encurralado num canto sem outra alternativa além de ser todo ouvidos. Eu bem que ainda insisto em enfiar uma frase ou outra nas nossas conversas, mas é cansativo e desesperador.
   Eu e Mr.K somos amigos faz um tempo longo e já passamos por muitas, algumas divertidas e outras dramáticas... Eu sei pra caralho da vida dele e ele parece saber muito pouco de mim. E as coisas andam piorando. Eu adoro conversar, bater papo, cuspir abobrinhas pelo ar e acho monólogos, mesmo os mais engraçados ou cheios de suspenses e dramas, cansativos depois de um certo tempo. As coisas chegaram ao ponto, ontem, de eu simplesmente desistir de tentar. Eu apenas ouvia e ouvia e ouvia, mesmo aquilo que não me despertava mais o menor interesse. Eu preciso visitar Mr.K com muito menos frequência. Ele jura que é dos meus "melhores" amigos, mas é mentira. E não se interessa muito pelos meus problemas e dramas ou cuida dos meus interesses quando se trata de trabalho. Houve um tempo em que eu até achava esse tipo de coisa suportável, agora não mais.

          *     *     *

   Meu amigo F tem problemas graves com a birita, que ele usa pra se esconder da própria insegurança e anestesiar os dramas absurdos da sua "vidinha sofrida classe média mimada".   
   Quando F bebe ele vira um inferno, uma criatura agressiva, debochada, egoista e muito muito burra. De um desrespeito e um desprezo pelos outros que me deixa de estômago enjoado e cheio de vergonha por ele. Várias vezes a criatura se meteu em situações extremamente perigosas(e não apenas arriscadas pra ele mesmo). Faz tempo eu conclui, que na verdade, meu amigo F é mais parecido com o bêbado infantilóide e mimado que eu ando tendo que aguentar com cada vez mais frequência do que com o cara legal que eu achei que ele fosse. E perdi todo interesse em descobrir se estou certo nesse caso. É uma pena mesmo. E eu fico triste de saber que a bebida não passa de uma bengala pra F ser a criatura lamentável que ele na verdade é.

          *     *     *

   E anda cada vez mais difícil achar amigos bons, embora eu ainda tenha alguns(mesmo que poucos).
Post a Comment