Monday, August 01, 2011

Onde foi que paramos mesmo? Parece um século desde que apareci por aqui pela última vez na semana passada. E quando eu desapareço assim, são tantas coisas pra contar que eu não sei por onde começar e eu esqueço tudo e tudo vira um esforço enorme e eu tenho preguiça. Eu andava ocupado vivendo a vida. Os dias foram cheios e bons, porque faz sol e muito calor e muito suor e muita luz e alguma fotofobia porque o mundo não é perfeito. Porque tem música no ar e porque eu ando very nice, very cool, very kind. E tenho lido coisas boas e tenho escutado sons exóticos, estranhos, de outros lugares. E a minha mente resolveu sonhar todo dia, toda hora. Também foi meu aniversário que eu quase esqueci, vexame, e descobri que sou um ano mais novo do que pensava porque a minha matemática é inexistente. Quase 30 graus, Africa Africa, Saara, Saara.
          *     *     *
Cinema: The Big Picture no Barbican na sexta-feira, com o Romain Duris, Marina Fois e a boa e velha Miss Deneuve que anda trabalhando pra caralho últimamente. É o segundo filme que eu vejo com ela em menos de um mês.
E domingo foi a vez da preview do brasileiro In Your Name no Rich Mix. Voltei pra casa com vontade de ver o Chile. O filme estréia de verdade por aqui em setembro.

          *     *     *

O Diretor Geral lá no trabalho foi embora e rolou uma certa festinha. E ganhei de presente pedras e pedregulhos. E uma garrafa de champagne que bebi faz pouco comendo Sugar Drop Tomatoes, porque eu não tenho um puto no bolso mas a vida é um Kabaret.

          *     *     *

E a Duquesa e Josephinne, no sábado, me arrastaram celebrar meu aniversário com café do Monmouth de Bermondsey, depois um super brunch no Village East e mais drinks pelo resto do dia. E de presente eu ganhei a Vivien Leigh e a Olivia De Havilland. E ontem ainda teve mais, o que me deixou exausto e de ressaca. Cerveja de morango no The Dove, banho de sol em London Fields, fish and chips em Victoria Park Village e umas longas infindáveis voltas por Hackney Wick que estava lindo, ensolarado e cheio de gente bonita e feliz. Tem fotos no flickr ali do lado.

          *     *     *

E isso é tudo do que me lembro agora, mas que foi o suficiente pra me deixar morto de cansaço. Agora é voltar a meditar pra acalmar as energias saltitantes e ir cuidar da vida real. Outro mês já mal começou e a minha grana se foi sabe-se lá pra onde. Contas pagas, contas por pagar. Bad Karma.

Post a Comment