Monday, March 07, 2011

Enquanto as cuícas roncam naquele distante país tropical Terra do Pau Brasil, por aqui eu fico assim meio tristinho e sem samba, sem bloco(que eu nem cheguei a ver o renascimento do carnaval de rua no Rio) e sem fantasia. Até que hoje fez um sol pra não me deixar completamente deprimido, mas vou ter uma daquelas semanas loucas de trabalho quase 24 horas por dia. Nem vou reclamar, como sempre, pra não parecer ingrato. Mas o carnaval é a única época do ano em que eu fico assim homesick total, sonhando com calor, samba, suor e até cerveja que eu normalmente detesto. Enfim, a vida aqui continua um saco tão grande que eu até andei pensando o impensável. E vou considerar. Aqui no trabalho, eu sonho com liberdade e com distância dos idiotas que me infernizam a rotina. Vai passar, assim como tudo passa na vida. Só preciso ter as prioridades certas. E voltar imediatamente pro centro budista meditar como se não houvesse amanhã. E comer menos e ir pra academia. Alguma solução deve existir pra essa minha vida cretina. Mas tá tudo certo, tá tudo bem, os voodoos não me pegam e a negatividade se dissolve inútil no ar. E no fim das contas nada é permanente e nada é propriedade de ninguém. Tudo vai passando, tudo vai passar, vão passar as coisas boas e vão passar as coisas ruins. Eu vou passando assim meio de lado, meio egípcio, meio desesperado. E vamos todos indo. E salve a Mocidade!
Post a Comment