Thursday, February 24, 2011

Eu quero não falar mais de tumultos, sustos e dores. Quero poder respirar levemente e voltar a ter a minha cara. Então eu vou me esforçar, mesmo, de verdade, apesar de... amanhã vai ser... Agora eu tô aqui embasbacado com o álbum do David Lynch, que agora canta & dance music, sempre estranho e esquisito, sempre aquele clima Laura Palmer, Isabella. E parei de comprar, só mesmo as primeiras necessidades, o que ainda deixa margem pra desculpar estravagâncias, mas nem vem que não tem, "nem vem de garfo que hoje é dia de sopa." Mil coisas por fazer e nunca fazendo pôrra nenhuma. Ultimamente uma tristeza anda em mim, desconfortável, turista perdida no underground da minha alma. Beijos, beijos, beijos, beijos, tudo de bom. Fez um dia lindo.
Post a Comment