Monday, December 13, 2010

Coisas da minha adolescência: Todo ano, minha madrinha me dava de presente, no Natal, um vidro de Azzaro, que depois de um certo tempo eu passei a detestar. Todo ano eu trocava meu Azzaro por outro perfume qualquer. O Azzaro saiu de moda, virou sinônimo de breguice e todo ano lá estava ele me esperando em dezembro. Agora o Natal está chegando e eu andei com o perfume na cabeça, uma certa nostalgia, lembrando do cheiro, daqueles natais abafados & quentes naquela cidade além do fim do mundo. Então hoje eu voltei pra casa com um vidro de Azzaro na bolsa, pra matar as saudades. Não resisti. E querem saber? Estou adorando o cheiro. Não pode ser assim tão brega um perfume que foi citado em música do Lobão(lipstick overdose, pra quem não lembra).
Post a Comment