Monday, August 02, 2010

Segunda-feira. Agosto. E lá vamos nós de novo, como todo ano. Um mês sem trabalho, summer holidays, nada acontece muito na cidade, e cá fico eu me fingindo de morto ou pirando na batatinha, enlouquecendo sem grana pra viajar, ou pra coisa alguma. Todo ano a mesma ladainha e eu pareço nunca aprender, enfim um tédio. Difícil a vida do pobre & Lá lá lá. Tem sol, tem os parques da cidade, é verão. Será que eu nunca vou aprender a ganhar a vida?... Não dar valor pra grana é uma coisa, mas levar a vida assim desse jeitinho que eu levo é muito arriscado pra se dizer o mínimo. Deixemos o assunto.
Hoje eu tive um dia assim de lavanderia, de roupas cheirosas perfumadas. Um dia de ouvir canções bonitas. Um dia de comer Camembert fresco. Um dia de um vinhozinho bom. Um dia de ser calmo, tranquilo e plácido. Credo eu acabei de entender agora que a minha vida é exatamente o que eu desejei lá longe lá atrás. Medo. Eu sofro muito, eu sofro demais, a minha vida é um caos galera, algumas vezes um horror mesmo, triste. Mas eu acho tudo muito interessante. Masoquismo. Mordidas, tapas, tesão. A vida da bailarina. E eu vou descrever objetos de novo. É assim como apontar um lápis azul, como aprender a perfeita xícara de chá, como polir sapatos, como quebrar uma corrente no pescoço. Assim. Tentando achar algum sentido em mim? Abriu a porta errada baby...
Post a Comment