Monday, December 28, 2009

Pela casa eu ouço barulhos que não acontecem, na TV tem aquele filme horrível O Rei e Eu, vou desligar. No Facebook uma promessa remota de uns drinks e umas gargalhadas. Não sei o céu lá fora e as luzes se apagaram dentro de mim. È o final de uma era, é outro final de mim. Ando cansado de não andar. Esse século tá começando muito estranho, ruim. Não existe mais nada do que existia, tudo virou investimento, tudo virou papel, tudo que era sólido... Eu fico por aqui, uma voz antiga desesperada numa vitrola velha me repetindo arranhando os sulcos secos do vinil, um rádio decrépito como num filme mudo&preto&branco que ninguém viu. Silêncio.
Post a Comment