Wednesday, September 30, 2009

Cheguei em casa depois de um dia duro, pra abrir a porta e me deparar com aquelas visitas que não param de ir e voltar. E tem o baby. Parece um pesadelo. Eu bem alí na sala, pensando em me beliscar e acordar e nada disso estar acontecendo. Eu respirei fundo e arranquei com esforço um sorriso do fundo de mim. Daqueles amarelos. Que não convenceu ninguém. Ficaram todos a me olhar assim como se em choque, como se eu tivesse soltado um peido roxo, ou gritado palavrões. Levou um meio segundo pra todos se tocarem e pra nós todos fingirmos uma certa euforia triste em nos rever... Eu tinha planos de quietude e calma pra amanhã. Agora apenas uma certa vontade de desaparecer.
Post a Comment