Wednesday, December 02, 2015

   Não reclamarei de 2015. Aconteceram muitas coisas legais, mudanças, novidades. E aquela dor gigante quase insuportável: A morte da L.  Mesmo assim não reclamo, já nascemos todos morrendo, a morte é um problema que só atormenta os vivos.
   Mas a L era uma pessoa especial na minha vida, um facho de luz brilhante na escuridão, uma querida, um amor. A minha vida ficou pior sem ela, menos inteligente, menos divertida, menos suportável.
   Uma tragédia cravada no meio do ano.
 No mais, 2015 foi bom, ao menos pessoalmente. Já no geral, nem deu pra ler os jornais. E agora no final parece ter acelerado em absurdos e crimes bárbaros. E ainda temos dezembro inteiro pela frente.
   Vá em paz 2015, chega mais 2016 seu fofo, seja suave e delicado, ninguém aguenta mais.
Post a Comment