Wednesday, August 03, 2011

Eu fui dormir em Tower Hamlets e acordei em Bangú. Calor muito além dos limites suportáveis, 30 graus, minha gente, 30 graus. Rua da Alfândega em fevereiro. Um verdadeiro inferno. No ônibus ou no metrô não se respira, falta de ar, sem ventilação, ar condicionado é ficção científica. Pelas ruas cheias é um tal de se abanar e suar como se estivéssemos todos sob palmeiras nas areias escaldantes caribenhas(e quem nos dera). Em casa o meu quarto está inabitável, janelas e portas abertas, eu quero enfiar a minha cabeça na geladeira. Pra espanto das pessoas suarentas do metrô eu saco um leque da minha bolsa e que se fodam todos aqueles que acham camp demais, os invejosos, mais um pouco e eu perco a modéstia e me rasgo pelado pelos trens, pelas calçadas, pelos gramados da cidade. O que eu vou vestir amanhã pra ir pro trabalho? Canga e Havaianas? Me digam vocês. E onde vou achar um ventilador uma hora dessas? Ninguém dorme hoje, ninguém dorme.

Ps. Achei um ventiladorzinho mínimo, empoeirado, velho e barulhento no armário de tralhas. Oremos.
Post a Comment