Sunday, July 10, 2011

Rolou uma carona pro trabalho hoje, já que o trampo era lá no fim do mundo nos confins de Kent. Claro que comigo as coisas nunca são assim tão simples e corriqueiras. Ninguém vai na esquina, nesse país, se não tiver SatNav, perdemos todo e qualquer senso de direção(eu nunca tive). Enfim, o SatNav da criatura parece ter tido um "Nervous Breakdown" e nos mandava pros lugares mais absurdos. A viagem que duraria meia hora acabou durando duas longas horas, longas e desesperadoras quando se tem gente te ligando cada 5 minutos pra saber onde você está e quando você chega... O máximo foi aquela voz feminina irritante, no meio do nada, numa estrada deserta, súbitamente decretar que havíamos chegado. Ódio. Ao menos na volta a criatura me trouxe até a porta e a viagem durou 40 minutos.


               *     *     *

Amanhã eu vou ter que rebolar. Porque começo no primeiro trampo 6:30 da manhã, corro direto pro segundo, que termina pelas 6 e saio destrambelhado atravessando a cidade estressado pra chegar em tempo no concerto da Esperanza Spalding no Barbican.  Eu bem que gostaria de ter um dia mais calmo e chegar no teatro lépido, fresco e faceiro.  MAS NÃO ROLA. E é melhor esquecer que vou faltar aula do curso de budismo pra ir ao Show, senão eu logo armo uma culpa básica.

               *     *     *

E o meu quarto parece ter sido bombardeado pelas forças do mal. Uma sujeira. Um caos. Já falei que não ligo mais pra isso? Tô aprendendo relaxar.

               *     *     *

Aquele trampo temporário por uns 6 meses virou permanente, assinei o contrato na sexta. Não é o melhor trampo do mundo, mas os tempos andam pra lá de preocupantes e eu ando precisando do conforto de ter um salário na conta todo fim de mês. Enfim, nem é tão complicado, apenas 6 horas por dia, 4 dias por semana e o resto se ajeita.

               *     *     *

A casa de campo de Mr.K é uma coisa de filme de época inglês, Gosford Park perdeu. Very Chic.

Post a Comment