Wednesday, June 01, 2011

Meu dia hoje começou no hospital, St Bartholomew's, Barts pros mais íntimos e eu já virei de casa. Oral and Maxillofacial Surgery. E ficamos mais ou menos combinados que vai rolar outro scan e muito provavelmente uma cirurgia. E pensar que tudo começou com uma inofensiva espinha ao pé da orelha. Cruzes. E viva o NHS(National Health System) que sempre me salva a pele(sem trocadilhos). No mais tudo sempre igual, os dias ficando mais longos e eu ralando mais e mais e coisa & tal. Eu quero me divertir nesse verão, de algum modo, ando cansado de ser denso e tenso, quero mesmo é ser mole e contente. E preciso ler mais, meditar mais, comer menos e melhor. Eu passei por ele distraido pela rua, um sorriso bom.  Alguém bem que podia ter uma idéia interessante pra mudar a minha vida radicalmente pra melhor, como que assim do nada, de repente, do inesperado. Ou talvez eu seja absolutamente irresponsavel de levar a minha vida assim, na flauta, entregue aos braços do caos. E vou parar de esperar, de desejar, de querer. Como se eu fosse mesmo capaz. Ah, e ando assombrado com as fotos da ressaca em Niterói. Amanhã vai ser um dia longo, semana que vem vai ser uma semana desesperadora de tanto trabalho. E cadê dinheiro minha gente, cadê cadê cadê???  Eu ando cansado de headphones, eu quero microchip musical no cérebro pra levar uma vida shuffle, uma vida trilha de cinema, uma vida musical de bananas. Eu aboli os parágrafos faz um tempo enorme. E desisti de escrever certo, foda-se a gramática, a matemática, a pneumática. Sim, descobri porque não gosto do Mr. Kerouac: Muito Straight, heterossexual demais, testosterona não é literatura e eu não tenho autoridade mas assim mesmo tenho opiniões. As Oriental Lillies que comprei ontem pro meu São Buda estão se abrindo cheirosíssimas. Eu olho pra minha bota de couro marron jogada no canto do meu quarto e imediatamente sou uma criatura confortável, na minha própria pele, de pé no meu pé. Assim.
Post a Comment