Sunday, May 15, 2011

Domingo e eu assim, uma sensação enorme de tempo perdido, de vida derramada sem propósito. Nada não, apenas domingo de novo. Eu ia no aniversário de um amigo mas não fui, fui tirar uma soneca e acordei faz pouco. Porque eu sou assim? Quero nem saber. Um amigo voltando de SP, outro amigo ligando do sul. Gente indo gente voltando, eu por aqui. Um foi pro Brasil pra não voltar, menos um amigo por aqui. Triste isso de ver os amigos chegando, ver os amigos indo, de saber que ninguém fica pra sempre e que nem sempre as pessoas que pintam por aqui na minha vida vão continuar. Uma ansiedade louca pelo payday semana que vem, dureza total absoluta. E tenho adorado andar por aí, bom se eu pudesse andar pra todo lugar. A Gal e a Clarice me olham desconfiadas da parede, tem um jazz complicadíssimo na vitrola, lá fora é um dia chinfrim, eu acendo velas como sempre, incensos, queria ser feiticeiro, mago, mágico. Queria ser feliz.
Post a Comment