Tuesday, February 15, 2011

Nem faz tanto frio assim hoje, mas o aquecedor do meu quarto não me deixa ajustar a temperatura(drama), então eu desligo pra não fritar. Um horror morrer de calor em pleno inverno. Seria cômico se não fosse etc & tal. Por isso eu uso um outro aquecedor portátil, que faz um barulho muito irritante e me resseca a garganta. Os pequenos aborrecimentos da vida cotidiana. E as flores do meu Buddha, as tais Oriental Lilies que eu amo, resolveram exalar um perfume embriagador e a minha rinite alérgica atchim atchim. Eu tenho fome, mesmo quando como, apetite. E eu ando comendo tomates em rodelas, coisas das mais lindas que existem e arroz, que é a comida mais confortável depois do purée de batatas. 3 casacos pra levar pro Dry Cleaner, um sapato pra trocar a sola, mundo mais estranho esse em que vivo. Nunca mais fui pra Greenwich, pro mercado, pro parque, pro Royal Naval College, pro observatório, aquele morro e aquela vista mais deslumbrante da cidade. Morro de saudades dos tempos em que morei por lá e ia pro parque todo dia no verão com meus livros e os jornais do dia passar as tardes sendo feliz al fresco. O meu celular é uma desgraça. E eu não sei o que fazer da vida na vida real. Ainda espero o mar escorrendo pela parede do meu quarto.
Post a Comment