Thursday, February 17, 2011

Eu sei que sou um ser complicado e muitas vezes até dificil. Eu podia fazer uma lista grande de justificativas, mas aprendi que não preciso mais me justificar por coisa nenhuma nessa vida. Isso dito, com todos os meus dramas, eu sempre tento ser cuidadoso e respeitar as outras pessoas, em todos os possíveis sentidos. Nos últimos tempos, eu andei me sentindo um pouco sufocado pelas muralhas, paredes, barreiras, proteções, que ergui à minha volta pra me proteger dos golpes( É que eu sou muito delicado, frágil.). Então fui aos poucos relaxando, baixando a guarda, abrindo portões. E tudo ia muito bem assim... Até, óbvio, me expor aos tapas, socos e pontapés que inevitávelmente vieram. Essa lição eu achei que tinha aprendido, mas parece que não. Agora as minhas barreiras estão todas ainda mais fortificadas, os meus muros mais espessos e fortes, e todos os meus sistemas de segurança em alerta geral. Triste, triste, muito triste, mas inevitável. Eu sou delicado demais, todas as feridas abertas.

Post a Comment