Monday, September 13, 2010

Muita gente se confunde ao meu respeito e me acha cínico, debochado e ferino. E como eu visto um verniz extrovertido e espalhafatoso, quase ninguém percebe de verdade que no fundo no fundo eu sou é mesmo tímido pra caralho. E inseguro e carente. E com um pânico mórbido de ser rejeitado. Aos poucos eu estou começando a me livrar dessas couraças todas e relaxando na minha própria pele, ficando mais confortável, sem querer a aprovação em tudo, ou ser entendido, aceito. Essas coisas andam perdendo importância na minha vida. Eu quero mais é o carinho e o cuidado dos amigos e estar sempre de olhos e ouvidos abertos pra tudo que é bonito no mundo. Pra dividir com os outros, pra aceitar a generosidade alheia com mais naturalidade. A vida é mesmo uma charada estranha e difícil, melhor relaxar e ir, assim meio pisando leve, com um sorriso na cara, fazendo parte da turma das criaturas do bem e do bom.
Post a Comment