Wednesday, September 01, 2010

Fidel Castro, dizem os jornais de hoje, assumiu total responsabilidade pela perseguição aos gays em Cuba por 50 anos pela revolução. Que ninguém venha me jogar pedras, mas eu ainda gosto do Fidel.
50 anos anos de perseguição homofóbica não se esquece ou perdoa assim tão fácil, até porque Cuba ainda está longe de ser um país seguro pra homossexuais. Enfim... Mas, e é um enorme mas, ao menos Fidel tem a dignidade de assumir total responsabilidade por seus atos e não tentar jogar a culpa em ninguém. Ele diz que os tempos eram difíceis, com Cuba sofrendo todo tipo de ameaça e que ele negligenciou o caso e a causa gay todo esse tempo.
Eu sempre fui pela democracia e liberdade pra todo mundo. Mas ainda prefiro Fidel Castro em comparação com outros líderes democráticos como Mr Bush na América ou Mr. Sarkozy expulsando ciganos.
Ps. Me lembrei do  escritor gay cubano Reinaldo Arenas(eu amo), que foi perseguido sem descanso pelo governo de seu Fidel e que morreu triste na América, pobre e amargo, desapontado até com as democracias.
Ps1. Eu sei nada de política e estou arriscando  me expor completamente inocente aqui. Sem absolutamente querer provar ponto nenhum.
Post a Comment