Tuesday, September 14, 2010

Chegando moído do trabalho. Daqueles trampos horrendos que só topo por causa da grana e tal. Assim soul destroying total. Um cansaço que não é apenas fisico, é um cansaço geral, além do cansaço cotidiano, um cansaço da raça humana. E uma vontade de virar eremita, de ir viver no mato, no Nepal, na casa do caralho. Num certo Xanadu que só deve mesmo existir dentro de mim. Não é que a minha vida seja inteiramente ruim, mas tudo anda muito chato, muito complicado, muito difícil. Eu até que tento, de verdade, eu quero uma vida direita e confortável. A minha pele, a minha realidade, as minhas circunstâncias, nunca se harmonizam em qualquer coisa parecida com viver confortavelmente. Em todos os sentidos. Hoje eu tô mesmo assim amargo e irritado. E cansado de estar sempre correndo e nunca chegar. Mas eu sou Poliana minha gente, e em pouco tempo tô achando graça de novo. Talvez seja esse o problema. Quem sabe eu não sou idiota?
Post a Comment