Saturday, August 07, 2010

Eu ando perdendo medos.  Coisa de quem já se machucou demais, se cortou demais, chorou demais. Depois de um certo limite, adquire-se uma intimidade com o sofrer, ele vira um velho amigo esquecido numa foto desbotada que causa uma certa tristeza surgindo inesperadamente quando se vira a página do àlbum de fotografias.
Post a Comment