Thursday, August 05, 2010

E chove. E faz sol. E venta. Até o clima enlouqueceu geral. Espero que o verão ainda não tenha se acabado, o que nunca se sabe. Rolou um estresse, um petit barraco, hoje na farmácia, gente mais cretina e incompetente. Pronto falei, tirei esse ódio do meu coração paz & amor. Não assistir TV anda me mostrando o quanto eu perco tempo na vida assim pasmado e malemolente. Chega de pura preguiça, que é muito bom, mas não me leva a lugar algum como estamos todos cansados de saber e yeah yeah yeah. Fui ao Buddhist Centre meditar e voltei todo loving kindness, entendendo tudo das dores humanas que dividimos. E dividimos mesmo quando não dividimos. Tô lendo 2 livros ao mesmo tempo, 1 de ficção e outro de Buddha/karma/caralho. Minha gente, eu tô virando um almanaque de inutilidades. E vou ouvindo música exótica, das Arábias, da Asia mais profunda, música do outro mundo, assim como eu. Eu já contei que sou um alien, eu não sou daqui minha gente e coisa & tal. Caetano e Gil e Gal e Bethânia. Os meus ídolos envelheceram sem me consultar. Um horror um horror. Falando em Bethânia, a Clarice é a Elis da literatura brasileira. Deve doer.
Post a Comment