Wednesday, August 25, 2010

Coisas acontecendo. Tumultos. Como sempre. Pintou um trampo pra hoje, OBA!!! A ameaça da total falta de grana anda me rondando, então qualquer trampo me alivia o estresse. Chove, muito, e eu cheguei no trabalho encharcado e voltei pra casa idem. But never mind. A pia da cozinha virou uma novela mexicana das mais sangrentas, com direito a gritos, socos e pontapés, mas no fim desentupiu com um objeto estranhíssimo que Josephinne comprou hoje, um tubo com uma hélice na ponta que resolveu a parada em minutos e por causa disso meu coração se encheu de alegria, ficar sem poder lavar a louça era um pesadelo me perseguindo. Eu não me importo de ficar com a cozinha imunda, mas apenas quando eu decido e não quando algo irritante resolve empacar, Credo.
Josephinne & Duquesa se mandam amanhã pra Bahia, 3 semanas com o flat só pra mim. Delícia total. Coisas nesse mundo. Vou meditar mais adoro, amo, quero. E o verão morreu. Tristeza. Mas o outono pode ser lindo se o clima obedecer, folhas morrendo e caindo, árvores nuas pelos parques, um certo cheiro de madeira no ar, um marron amarelado pela cidade e uma certa atmosfera austera e séria. Gente eu ando muito confuso demais. A vida desgovernada do irresponsável. A vida possível que eu acabei por levar. Cheia de arrependimentos, mágoas e rancores, além de muitos medos. A sinceridade é uma coisa terrorista, anarquista, revolucionária. Uma subversão. Bomba de hidrogênio.
Post a Comment