Tuesday, April 06, 2010

Pelos jornais o Rio de Janeiro parece estar submerso. Pra mim, o Rio já tinha virado Atlântida antes. Distância. Mitologia. Nada por fazer. Aqui um sol cretino daqueles correndo apressado pra chegar em outras praias. Nada por fazer. Eu meditei, eu terminei de ler a Bossa Nova. Uma encruzilhada. Ali. Bem na minha frente. E eu aqui sem galinha preta. Meus amigos não existem. Assim. Chegou com a boca roxa de botox é um verso lindo. Eu quero construir cadeiras.
Post a Comment