Thursday, March 11, 2010

Cedo demais, muito cedo, antes da hora. Horas, minutos roubados. Tente achar um livro do Caio pra comprar nessa cidade. Eu quero as cartas as cartas as cartas. Ontem fui caçar. Lugar nenhum. Voltei pra casa com a Adélia Prado e um autor gaúcho cujo nome não me lembro e cujo livro se chama canalha. Ou canalhas, não sei não lembro. A vida anda assim caótica. Que me mandem sinais. Mesmo os de fumaça. Quem sabe ler pingo letra?
Eu tenho medo das coisas das quais me lembro.
E temo também perder a memória.
Post a Comment