Saturday, February 20, 2010

Eu quero reduzir as coisas na minha vida ao mínimo essencial. Eu tenho mais do que preciso, mais do que quero, o meu guarda-roupa é cheio de roupas que não uso, a minha vida é cheia de coisas sobrando. Amanhã vou começar uma certa faxina, um certo jogar fora, liberar espaço, abrir, abrir, abrir. Tô cheio de coisa que não serve, não presta, um acúmulo de cacos, cacarecos, bobagens. Eu quero ser uma pessoa essencial levando uma vida minimalista.
As únicas coisas que me são realmente importantes e necessárias são os meus livros e os meus discos. Nada mais, como na voz da Elis.
Post a Comment