Thursday, January 14, 2010

...que pude parar um segundo hoje. Vai ser mesmo um dia de cão. Assim me sentindo exausto. De tudo. Café com duzentos cubos de açúcar e muito leite. sem parar. Ontem por um segundo eu entendi o que é a vida e quase morri de pânico, que tudo é mesmo um horror um horror um horror. O desespero é tanto que eu sinto vontade de subir escadas, de carregar caixas, lavar paredes. A felicidade foi inventada especialmente pra me enganar, obra de ficção das mais baratas. Eu sou uma pessoa burra, ingênua, adorável. Chove na minha cabeça. Biscoitos de chocolate. Agora queria assistir Renata Sorrah na sua antiga fase alemã. Jogar o celular na privada,  pela janela, ou sob um automóvel(que é uma palavra antiga rocócó). Olhei lá fora e tem um céu cor de rosa. Uns dias são cheios de medos.
Post a Comment