Friday, August 14, 2009

Eu tinha uns 5 pares de sandálias Havaianas, cores diferentes, uma estampada e tra-lá-lá. Tempos atrás tive uma certa crise, comecei a reduzir o número de coisas na minha vida e lá se foram 4 pares de perfeitamente novas Havaianas(já que os verões por aqui costumam durar meia hora) diretamente pro Charity Shop aqui do lado.
Mantive apenas uma das sandálias, minha favorita, assim num tom pálido de rosa que parecia ter sido inventado somente pra se adequar ao tom da pele dos meus pés cansados.
E desde então fomos felizes pra sempre, ou isso era o que eu achava, já que elas me abandonaram, ou foram sequestradas(quem sabe até mesmo coisa pior). Minhas adoradas sandálias estão desaparecidas, sumiram sem explicação, se escafederam. Eu agora ando descalço como retirante em filme do Gláuber Rocha no sertão inglório desse imenso flat em Bethnal Green. E não consigo pensar em vestir meus pés em outra coisa dentro de casa.
Me sinto roubado, me sinto víuvo e descalço, me sinto nú. Olho pros meus muitos sapatos e não consigo controlar um certo ressentimento, deles todos serem inúteis apesar de belos e de não saber o que foi feito das minhas humildes e pouco apreciadas Havaianas cor de rosa pálida.
PS. Juro que este não é um post pago, embora não vá recusar um novo par se a fabricante se sentir generosa.
Post a Comment